terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

MilagReza

Milagre vem esperado
Reza santo reza ateu
Pede muito pede alto
Agradece e nem recebeu

Ajoelha pede benção
De olhos fechados breu
Pensamentos lhe atormentam
Pesado parece fardo seu

Vem do alto iluminado
Conforto no coração deu
Enfrenta resignado
Mazelas que já esqueceu

Sol acorda já brilhado
De paz vida se encheu
No espelho daquele quarto
Vê o rosto do bom Deus

Um comentário:

Daniella Caruso Gandra disse...

Muito legal! meu pai trabalhou durante muitos anos no Serpro. Tbem como Analista de Sistemas; hoje é autônomo. Parabéns pela poesia rimada. Se quiser conhecer o meu blog, ficarei agradecida, depois me conta o que achou. www.qbonecadoll.blogspot.com Abraço.